Passar para o Conteúdo Principal
 
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C

logo pampilhosa

 

Dornelas do Zêzere

Em Dornelas do Zêzere, freguesia devota, pare e eleve o olhar para um contacto ímpar com o vasto património religioso desta freguesia, que tem os seus ex-líbris na Igreja Matriz de Dornelas do Zêzere e na Capela de S. Miguel.

 

imagem
imagem

 

PRESIDENTE:

Joaquim Gonçalves Isidoro

imagem

 

SECRETÁRIO:

Cesaltina Simão Gonçalves

imagem

 

TESOUREIRO:

Horacio Cebola Gonçalves

Morada: 
Dornelas do Zêzere
3320-053 Dornelas do Zêzere

E-Mail: 
freguesiadornelasdozezere@sapo.pt

Telefone: 
275 647 684
932 190 111

Fax:
275 647 684  

Atendimento ao Público:

Área Total (km2)
16.40 Km2

Número de Povoações
7

Número de Habitantes (Censos 2011)
682

Heráldica:
imagem

A bandeira é azul. Cordões e borlas de ouro e azul. Haste e lança de ouro.

O brasão apresenta o escudo a ouro, duas rodas de azenha de negro, com suas bilhas de vermelho, alinhadas em faixa; em chefe, estrela de azul; Em campanha, ponte de um arco de negro, lavrada de prata, movente dos flancos e de um pé ondado de azul e prata de três tiras. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: "DORNELAS DO ZÊZERE".

O selo é circular, com a legenda: "Junta de Freguesia de Dornelas do Zêzere - Pampilhosa da Serra".

História:

Na margem direita do Rio Zêzere, que banha o sul do concelho, situa-se Dornelas do Zêzere. Esta freguesia pertenceu ao concelho de Fajão, extinto pela reforma administrativa de 1855, passando desta forma a integrar o concelho de Pampilhosa da Serra. Até 1927 era designado apenas por Dornelas, altura em que lhe foi acrescentado "do Zêzere" por Decreto nº 14778 de 20 de Dezembro.

A freguesia é constituída pelos lugares de Adurão, Carregal, Dornelas do Zêzere, Maxial, Pisão, Selada da Porta e Portas do Souto.

Património Natural e Cultural:

Igreja Paroquial de Nossa Senhora das Neves - Templo de arquitetura simples e telhado de duas águas, reformado no séc. XVIII. O corpo da igreja é de uma só nave, ladeado por duas capelas radiantes.

O altar-mor datado do séc. XVII, é composto por um retábulo de talha dourada, com camarim e trono e decorado com colunas salomónicas.

Museu Etnográfico de Dornelas do Zêzere - Neste Museu encontramos muitas peças de cariz etnográfico que remontam à 50, 100 anos atrás. Entre os pequenos utensílios domésticos e objetos do quotidiano destacam-se alguns que, pela sua raridade, merecem ser mencionados: uma garlopa, um viro, um limote e um cale. 

Destacam-se ainda um livro de cerca de 1890 que inclui a coleção completa de um ano de uma revista publicada em Viseu, bem como outro, com mais de um século que contém registos de eventos oficiais.

É sem dúvida um Museu tradicional que merece uma visita.

Miradouro - Paisagem sobre o Rio Zêzere, cujo mureto tem poemas de Gil Vicente e do jovem conterrâneo Júlio Dias Nogueira (1921-1937).

Praia Fluvial de Dornelas do Zêzere

Orago: Nossa Senhora das Neves, celebrada anualmente a 5 de Agosto.

Links

Partilhar