Passar para o Conteúdo Principal
 
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C

logo pampilhosa

 

Peça do mês de março, 2017 Plaina de Carpinteiro

Cultura
 36 marco 2017 noticia 1 980 2500
09 Março 2017
A plaina é uma das ferramentas mais antigas usada na carpintaria e na marcenaria. A menção ao seu uso é já referenciada nos textos dos Apócrifos do Novo Testamento, por parte de José, O Carpinteiro, e por parte dos romanos.

A plaina manual é utilizada para nivelar, dar forma, alisar e criar contornos nas peças de madeira. Trata-se de um pequeno corpo, de madeira ou de metal, com uma base plana que sustém uma lâmina ou ferro, disposto em ângulo em relação à base. Existem diferentes tipos de plainas: as de alisar, as de encaixe, as de molde, os goivetes e os guilhermes. O seu manuseamento detém técnica e trata-se de uma arte tão precisa que até o modo como se posiciona de pé afeta o seu funcionamento.

Em 1950, Leonard Bailey patenteou a plaina com o seu nome. Porém, mais tarde, decidiu vender a sua patente às indústrias Stanley, que ainda hoje a comercializa.

Atualmente, a extensa variedade de plainas é usada somente por alguns artesãos na marcenaria tradicional, uma vez que as tupias - ferramenta elétrica - permitem uma produção mais célere e precisa.

No mês de março comemora-se o Dia do Pai, recordando-se a dedicação paternal de São José, O Carpinteiro, a Jesus. Por essa razão, o Museu Municipal selecionou a plaina de alisar como peça deste mês, homenageando a arte de trabalhar a madeira dos mestres carpinteiros, cujo ofício se apresenta em vias de extinção.
Partilhar