Passar para o Conteúdo Principal
 
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C

logo pampilhosa

 

Portela do Fojo - Machio

A freguesia da Portela do Fojo - Machio tem a água, as paisagens e os aromas serranos como a sua imagem de marca. Os Meandros do Zêzere reconhecidos pela UNESCO, o Vilar da Amoreira e o Rio Unhais são os cursos de água que confluem na ilha dos padrões situada nestas solarengas terras. Na aldeia do Machio descubra o paladar do Queijo de Cabra serrana e as qualidades únicas do Mel de Urze. Pare e inspire os aromas intensos que brotam da terra.

 

imagem
imagem

 

PRESIDENTE:

Henrique Fernandes Marques

imagem

 

SECRETÁRIO:

Marcelo Henrique Fortunato Farinha

imagem

 

TESOUREIRO:

Álvaro Almeida Garcia Margarido

Morada: 
Portela do Fojo 
3320-331 Portela do Fojo

E-Mail:
fporteladofojo@sapo.pt

Telefone:
235 566 009
926 376 006

Fax:
235 566 009

Atendimento ao Público: 
Quartas-Feiras das 14h00 às 16h30

Área Total (km2):
52.80

Número de Povoações:
15

Número de Habitantes (Censos 2011):
507

Heráldica:
imagem

Brasão: escudo de ouro com um castanheiro arrancado de verde, com os ouriços rachados de vermelho, entre duas abelhas de negro, avivadas de prata; em campanha, muro de vermelho, lavrado de prata, movente da ponta e dos flancos. Coroa mural de prata de três torres. Listel de prata com legenda em letras a negro maiúsculas — "PORTELA DO FOJO - MACHIO".

Bandeira: de verde. Cordões e borlas de ouro e verde. Haste e lança de ouro.

Selo: nos termos do artigo 18 da Lei n.º 53/91, com a legenda "Freguesia de Portela do Fojo - Machio".

História:  

Situada em terreno montanhosa, a sudoeste do concelho, a freguesia de Portela do Fojo é delimitada a norte pelo rio Unhais e a sul pelo rio Zêzere, pertenceu à Ordem de Malta e ao antigo concelho de Alvares, suprimido em 1855 passando a pertencer, a partir dessa data ao concelho de Pampilhosa da Serra. Foi elevada a freguesia a 1 de Novembro de 1795. 

A sua economia esteve ligada durante muitos anos à produção de azeite, castanhas, milho, vinho e ao fabrico de buréis.

 

A partir de 2013 com a agregação de freguesias, passou a ser constituída pelos lugares de Amoreira Cimeira, Amoreira Fundeira, Folgares, Grota, Indioso, Machio de Baixo, Machio de Cima, Maria Gomes, Padrões, Portela do Fojo, Soutelinho, Travessa, Trinhão, Vale de Pereiras e Vilar.

Património Natural e Cultural:

Parque de Merendas e Piscina Flutuante do Vilar - No Vilar da Amoreira deparamo-nos com uma paisagem lindíssima, com as ruínas da antiga aldeia do Vilar que foi submersa pelas águas da Barragem do Cabril. Neste espaço tem à sua disposição várias infraestruturas para passar uma excelente tarde: uma piscina fluvial, parque de merendas, churrasqueira e bar de apoio.

Igreja Paroquial - A Igreja é um edifício modesto, com a torre, de construção posterior, colocada à direita. O retábulo principal data dos séculos XVII - XVIII e é ornado com colunas torcidas e pâmpanos. No trono está a imagem do Orago, Nossa Senhora da Paz, reproduzida em pintura no teto da capela-mor. Os sinos estão datados de 1903 e identificados: um com a indicação de José de Oliveira, sucessor de M. A. da Silva - Lisboa e o outro com a indicação FA - Sinos Modemos Sistema Leão e Filhos - Rio Tinto - Portugal.

Igreja Paroquial - Construção do século XVIII, dedicada a S. Miguel, com altares setecentistas. O altar-mor alberga a escultura de S. Miguel, esculpida numa única pedra, obra dos séculos XVI - XVII.

Capela de Santo António

Ilha dos Padrões - É na famosa ilha dos Padrões que os amantes do desporto se junta para praticar desportos náuticos. Situada num local de rara beleza, esta ilha não é mais do que uma imponente montanha nascida na confluência das águas do rio Unhais e do Zêzere. Na povoação dos Padrões destaca-se ainda o casario antigo, bem como a magnífica Quinta de Nossa Senhora da Memória, de finais do séc. XVII, princípios do XVIII, que ainda conserva a sua pedra de armas.

Albufeira do Cabril - A albufeira da Barragem do Cabril, é a maior reserva de água do Concelho de Pampilhosa da Serra. Contudo, esta albufeira, cuja barragem se situa em Pedrógão, tem o seu maior aproveitamento no nosso concelho em termos turísticos. São vários os locais onde se podem praticar desportos náuticos, pesca e até usufruir de momentos de lazer na piscina fluvial do Vilar.

Lagar de Vara - Lagar de Vara, onde outrora se esmagava a azeitona pela força das juntas de bois. Atualmente, apesar de não laborar, o lagar mantém em bom estado de conservação o traçado e os utensílios originais.

Queijaria e Apicultura

Orago

Nossa Senhora da Paz, celebrada anualmente no 2º Domingo de Agosto.

S. Miguel, celebrado anualmente a 29 de Setembro

 

Links

 

Partilhar