Passar para o Conteúdo Principal
 
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C

logo pampilhosa

 

Pesca

Barragem do Cabril

imagemLocalizada a Sul do concelho de Pampilhosa da Serra, esta massa de água alonga-se pelo leito do Zêzere com um perímetro de 280 Km, quando atinge a cota de pleno armazenamento.

Construída em 1954 com o objetivo primário da produção de energia elétrica, foi alargando a sua utilidade, oferecendo hoje outras finalidades, como o abastecimento de água ou atividades recreativas, como a pesca desportiva e a navegação de recreio.

 
 
Espécies Piscícolas

imagemA espécie mais abundante nesta barragem é a boga. Outra espécie emblemática é a carpa, que, não se evidenciando pela grande quantidade, existe em qualidade. De facto, nestas águas é relativamente comum pescar-se carpas de grandes dimensões. O lagostim, também relativamente abundante na barragem, foi também rapidamente incluído como fonte de alimento por estas carpas. O achigã foi, em tempos recentes, bastante abundante nesta albufeira, atualmente encontra-se manifestamente com baixo nível de representatividade, mercê da pesca desenfreada que se mantêm e da falta de fiscalização em período de defeso. A variação do nível das águas durante a reprodução, fenómeno comum nesta albufeira, é, como se percebe, outro fator negativo para o sucesso da multiplicação das espécies. Esporadicamente, são pescadas trutas fário, devido á população residente que sobe os rios para a reprodução, regressando depois albufeira. É possível ainda encontrar barbos nas zonas de desembocadura dos afluentes principais, bem como as omnipresentes percas-sol.

imagemAcessos

O acesso á água para embarcações, no Concelho de Pampilhosa da Serra, é feito por uma rampa localizada no Vilar, Portela do Fojo. É recomendável a utilização desta rampa, que por ser larga, permite, com mais facilidade a manobra dos atrelados das embarcações.
Para a pesca da margem, é só escolher um dos diversos acessos existentes e assinalados na estrada nacional 344.

 

 

 

 

 

 

 

Barragem de Santa Luzia

imagemA Barragem de Santa Luzia fica situada, no concelho de Pampilhosa da Serra, junto às pequenas localidades de Casal da Lapa e Vidual de Baixo. Foi construída sobre o leito do rio Unhais que nasce a 8km mais a norte, nas Meãs, no pé do "Picoto de Cebola" sobre uma estreita garganta quartzítica e tem aproveitamento hidroelétrico. Foi inaugurada em 1942, tendo levado onze anos a ser edificada. Em 1931 começou a ser construída, em 1934 procedeu-se ao levantamento da albufeira, que terminou em Março de 1935. Possui 76 metros de altura e um comprimento de coroamento de 115 m.

imagemA bacia hidrográfica de Santa Luzia tem 50 Km2 e recebe Água da Barragem do Alto Ceira, canalizada através de um túnel de derivação com 6.945 metros de comprimento. Os trabalhos da Barragem terminaram em 1942 com o fecho das comportas em Novembro desse ano, pela Companhia Elétrica das Beiras. Hoje oferece outras finalidades, como o abastecimento de água e atividades recreativas.

O nome dado à barragem proveio da Ermida de Santa Luzia existente nos penedos, no limite das freguesias de Vidual e Cabril. Esta pequena capela foi mandada erigir em 1930, pelo particular Francisco Pedro Simões, natural da Malhada do Rei, em cumprimento de uma promessa.

Espécies Piscícolas

As espécies existentes são muito similares às encontradas na Albufeira do Cabril. No entanto, não se evidenciam pelas quantidades mas sim pela qualidade, fruto das águas cristalinas e da ausência de poluição. Podemos então encontrar bogas, carpas, Achigã e lagostim. No entanto, a grande diferença, em relação à Barragem do Cabril, é existência de trutas fário em quantidades razoáveis, ou não fosse esta barragem estar construída sob leito do rio Unhais, rio truteiro por excelência.

Acessos

O acesso á água para embarcações, é feito por duas rampas localizadas em Vidual de Baixo e no Casal da Lapa. São rampas muito estreitas, deste modo, muitas embarcações são colocadas noutros acessos de terra batida.

Para a pesca da margem, é só escolher o local, uma vez que é uma barragem bastante acessível.

É preciso ainda, estar atento á legislação existente, relativamente a circulação de embarcações nesta bacia hidrográfica.

Rio Unhais e Rio Ceira

imagemO Rio Unhais nasce na Serra do Açor. Banha a vila da Pampilhosa da Serra e é um dos afluentes do Rio Zêzere, com a Barragem de Santa Luzia pelo meio.

Mais a norte deste concelho flui um outro rio - o Rio Ceira - também ele represado pela Barragem do Alto Ceira, que após a queda da represa de betão, segue o seu curso escavando cerros profundos e agrestes.

Espécies Piscícolas

As espécies existentes são variadas, sendo no entanto, caracterizados pela existência da truta fário. Podemos ainda encontrar a Boga, o Bordalo e o Barbo.

O Rio Unhais tem duas concessões de Pesca:

Rio Unhais

Atribuída à Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, a concessão de pesca no troço do rio Unhais, numa extensão de cerca de 11,5 Km, compreendido entre o Açude do Chão Cimeiro, a montante, e a ponte pedonal do Picoto, a jusante, incluindo 2 Km das ribeiras de Praçais, Moninho e Carvalho, freguesias de Pampilhosa da Serra e Pessegueiro, concelho de Pampilhosa da Serra.
Regulamento + mapa

Rio Unhais (troço superior)

Atribuída à Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, a concessão de pesca no troço superior do rio Unhais, numa extensão de cerca de 7 Km, desde a confluência da ribeira das Meãs com a ribeira de Aradas, a montante, até à captação de água para a Central Elétrica do Esteiro, na albufeira de Santa Luzia, a jusante, incluindo 2 Km da ribeira das Meãs, da ribeira de Aradas e da ribeira de Semessugo, freguesia de Unhais-o-Velho, concelho de Pampilhosa da Serra.

Regulamento + mapa

Partilhar