Passar para o Conteúdo Principal
 
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C

logo pampilhosa

 

Ciclo Mise En Scène “Palavras Pesadas Atiradas Como Se Fossem Leves”

31 Mar
Ciclo mise en scene mar o 17 1 980 2500
O Município de Pampilhosa da Serra recebe, no próximo dia 31 de março (sexta-feira), pelas 21h30, no Auditório Municipal, a peça “Palavras Pesadas Atiradas Como Se Fossem Leves”, de Pedro Mexia e com encenação de Luís Ferreira.

Esta peça é uma produção do Teatro do Oblíquo da Associação de Solidariedade Social Viver em Alegria, da Figueira da Foz. Esta IPSS tem como o objetivo de promover ações de Solidariedade Social, dirigidas à Comunidade carenciada em geral, bem como, desenvolver a promoção recreativa e social dos associados.

Sinopse:
A peça “Palavras Pesadas Atiradas Como Se Fossem Leves”, é feita a partir de textos do livro “Nada de Dois” de Pedro Mexia. A escolha e o seu encadeamento nada têm a ver com a estrutura do livro, mas dialogam um com o outro, pelas fantasias que despertam, as dúvidas que evocam, as certezas de um momento, formando um todo, assim o esperamos, maior do que a soma das partes.

“Episódios de construção e desconstrução do relacionamento entre um homem e uma mulher”, escrevia-se no texto de apresentação de 2012.

Pretendeu-se criar uma espécie de ritual, um combate de boxe, para as personagens, os atores e os espectadores. Serão as personagens desta peça alter egos dos atores? De modo nenhum, mas cada um deles tentou apropriar-se das emoções das personagens, reconstruindo as ideias, as palavras do próprio texto. Daí a peça se prestar a ser metáfora de várias situações. Cada espectador escolherá as metáforas preferidas!

Ficha artística:
Texto de Pedro Mexia, encenação de Luís Ferreira, com Paula Veloso e Luís Ferreira // Operadora de câmara, Emilie Kresteff //Cenografia, António Miranda e Fernando Brochado// Desenho de Luz, Luís Ferreira // Técnico de luz e som, João Simão.
Designer gráfico, Eduardo Oliveira
Partilhar